Blog
  • Página Inicial
06
09
2016

Você está por dentro do Setembro Amarelo?

Por: Nad'arte 0

Setembro, foi o mês escolhido pela ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria) como o mês de combate e conscientização sobre a prevenção do suicídio. A campanha, em parceria com o CVV (Centro de Valorização da Vida) e CFM (Conselho Federal de Medicina) que teve início internacionalmente, hoje o Setembro Amarelo já completa seus 3 anos aqui no Brasil.

O Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio acontece no dia 10 de Setembro, motivo pelo qual o mês foi escolhido para realizar a campanha. Com o objetivo direto de alertar a população à respeito da realidade do suicídio no Brasil e no mundo e suas formas de prevenção, o Setembro Amarelo, conta com uma ampla divulgação de informações na mídia, diversas ações na cidades, bem como a identificação de locais públicos e particulares com a cor da campanha, amarela.

Ainda considerado um tabu, o suicídio, é um grave problema de saúde pública em todo o mundo.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), pelo menos 800 mil pessoas tiram a própria vida todos os anos. A cada mês, dez pessoas cometem suicídio no Distrito Federal. Embora a OMS estime que 9 em cada 10 casos poderiam ser prevenidos, o estigma e o silêncio que envolvem o assunto, não colaboram para enfrentar e abordar o tema abertamente de forma eficaz.

‘’E se eu tivesse percebido antes?’’

Na maioria dos casos de suicídio, as pessoas começam a dar sinais de algum tipo de desestruturação no seu equilíbrio emocional, mas que acabam passando despercebidos em meio à rotina agitada do dia a dia. Esses sinais, podem auxiliar a família e amigos mais próximos na hora de identificar se a pessoa está planejando ou pensando na possibilidade de tirar a própria vida.

Geralmente, essas pessoas começam a ficar mais caladas, apresentar alterações no sono, irritação e pessimismo. Comentários como ‘’queria morrer’’, “nada vale mais a pena”, “a vida perdeu o sentido pra mim” são recorrentes antes de cometer o ato, em si. Nessa hora, é importante ficar atento e procurar ajuda profissional. No geral, essas pessoas não desejam morrer, e sim parar de sofrer. A detecção precoce, o encaminhamento aos profissionais e os serviços especializados são passos importantes na prevenção ao suicídio.

Onde encontrar ajuda?

  • Centro de Valorização da Vida (CVV): 141
  • Núcleo de Saúde Mental (Nusam) do Samu: 192
  • Centros de Atenção Psicossocial (CAPs): Taguatinga, Paranoá, Planaltina, Samambaia e Riacho Fundo (ligue 160)

Ajude a divulgar a campanha! O primeiro passo para diminuir as estatísticas é falar, sem receio, sobre o assunto.

 

Autor: Nad'arte

Comentário
0

Título